Andando pelos Parceiros – Senepol Santa Luzia

Avaliação com rigor referenda Santa Luzia

Avaliar, qualificar, crescer. São esses os horizontes do Senepol Santa Luzia. Não seria para menos, já que foi fundado por um técnico renomado, o médico veterinário Pedro Crosara Gustin, que durante muitos anos estudou e trabalhou em avicultura e transferiu para a pecuária bovina a precisão de seleção para melhoramento genético. Até conhecer o Senepol, a partir de 2009, para tornar a Estância Santa Luzia uma referência na raça.

3a SL025 doadora Santa Luzia

“Acho que sem informação não se faz seleção e o mercado reconhece isso”, comenta. O seu envolvimento com o Senepol foi tanto que ele foi nomeado presidente do Conselho Deliberativo Técnico da ABCB-Senepol na atual gestão. Em sua base genética, localizada em Monte Alegre de Minas/MG, ele e sua equipe criaram um programa de avaliação próprio muito criterioso, que inclui nove itens zootécnicos e morfológicos, avaliação de desempenho individual para impacto econômico e características reprodutivas. Não satisfeito, ainda submete os machos nascidos em programas como Geneplus, avaliações de desempenho no Instituto de Zootecnia (IZ) e Universidade de Uberlândia (UFU).

Para as fêmeas, o Safiras do Senepol, coordenado pela S+, o qual a Santa Luzia também aderiu em 2014. “Fiquei observando o trabalho do Safiras durante anos e decidi entrar, porque a gente sempre precisa de comparação para saber se o nosso animal é, realmente, diferenciado”, explica. Desse processo todo de avaliação adotado pela marca saiu, entre outros, um dos grandes reprodutores do Senepol mundial, o touro SL Grand Duo e tem sua genética distribuída com exclusividade pela S+.

A primeira filha de Grand Duo vendida em leilão foi SL 25, terceiro lote mais valorizado (R$ 90 mil) no Leilão Genética Parceiros, dentro do Congresso Mundial da raça, em setembro de 2014. Ela foi uma das duas primeiras fêmeas inscritas pela Santa Luzia no programa Safiras e recebeu um mês antes qualificação de Safira Superior.

Com esse critério, ele tem atraído novos parceiros, como o Sítio Tatimar, em Salto do Pirapora/SP, que adquiriu a SL 25 e vai abrir uma base genética junto com a Santa  Luzia, com a sigla SLST. O mesmo procedimento se dá com criadores como o médico cardiologista Roberto Botelho (marca SLRB) e outras praças onde a marca SL vai criar centrais de produção de genética qualificada pelo Brasil, como já acontece em Barra do Bugres/MT e outras unidades em SP, MG e PA.

Mesmo assim, ainda não é o momento de pensar em leilão próprio, segundo Pedro Crosara. “A gente retém bastante, para ampliar nossa base”, justifica. Mesmo assim, os convites para vender em leilões continuam, assim como a seriedade com que a Santa Luzia aparta junto com os técnicos da S+, para brindar o mercado com seus lotes.

Categorias: Notícias, Notícias Parceiros, Parceiros do Senepol.
Bookmark the permalink.

Os comentários estão desativados.