Primeiro leilão da Paranoá tem média justa e liquidez

 

Foi do jeito que todo mundo esperava. Pela qualidade dos lotes apresentados em seu primeiro leilão próprio, a Paranoá registrou liquidez absoluta na venda de 35 lotes de doadoras do presente e do futuro na venda especial que promoveu no dia 13 de março, em Três Lagoas/MS, com assessoria da S+. A média geral do leilão registrou R$ 36 mil.

“O valor era o nosso menor objetivo, porque o importante é a raça mostrar evolução no interesse dos selecionadores, para continuar o processo de melhoramento genético”, declarou ao final Guilherme Zeli, titular da Paranoá. “E esses animais que nós e os 15 convidados vendemos passam claramente a linha que seguimos, de alta qualificação”, concluiu.

Guilherme Zeli, Eldino e família Paranoá na noite do leilão, em Três Lagoas/MS

Guilherme Zeli, Eldino e família Paranoá na noite do leilão, em Três Lagoas/MS

O relatório entregue pela Programa Leilões após o remate informou que as doadoras vendidas registraram média de R$ 61,5 mil. O destaque foi a Top Class Paranoá 014, filha de Rondon 43K, arrematada por R$ 90 mil. Além dela, outro destaque a doadora Safira Top 10 Grama 399, que saiu por R$ 87 mil.

Um dos lotes que chamou atenção foi a venda de uma bezerra entre oito filhas do touro CN 4635 Blondie com cinco mães diferentes – lote único em comercialização na história da raça. O condomínio formado por Genetropic/Grama/ZB Senepol pagou o total de R$ 60 mil pela bezerra, que será escolhida do lote após a próxima edição do programa Safiras do Senepol, no segundo semestre. “Como em todas as garantias que os nossos leilões dão, o comprador fica com a que melhor se classificar no teste, o que significa que podemos levar em agosto a campeã da prova”, explica Júnior Fernandes, coordenador de Produtos da S+ e titular da Grama.

Um dos pontos que mais orgulham a Paranoá é a valorização da família da Top Class 014, que teve um total de R$ 196,5 mil. Além do seu preço, recorde da noite, a Safira Top 10 Paranoá 123 (filha de SCR 6001) foi negociada por R$ 46,5 mil, a Safira Elite Paranoá 106 (WC 123) saiu por R$ 33 mil e a bezerra Paranoá 253 (AMI 635), por R$ 27 mil.

Mesmo com transmissão pela TV, criadores de Senepol presenciaram leilão Paranoá em Três Lagoas/MS

Mesmo com transmissão pela TV, criadores de Senepol presenciaram leilão Paranoá em Três Lagoas/MS

Outra prova do reconhecimento ao trabalho de seleção da Paranoá foi a comercialização de mil doses de sêmen do touro EZ 146, segundo melhor desempenho na prova de eficiência alimentar do Instituto de Zootecnia (IZ), em Sertãozinho/SP, em agosto de 2014. EZ 146 está em coleta na Top Bulls, em Jaboticabal/SP, e a distribuição de sua genética será feita em breve pela S+.

A semana da Paranoá foi transmitida pelo Canal do Boi, com o quadro “De Olho na Fazenda”, em que uma unidade móvel do SBA estacionou na propriedade e transmitiu em pouco mais de três dias 5 horas de flashes e boletins ao vivo, com 20 entrevistados diferentes, dos mais de 80 visitantes que foram à fazenda conhecer de perto a seleção.

O leilão da sexta-feira 13, segundo a família Zeli e a S+, foi só o primeiro. “Depois de sete anos selecionando com essa precisão quase cirúrgica, o Guilherme e o Sr. Eldino Zeli mostraram que a correção nos investimentos e na condução do rebanho leva a esse resultado”, definiu Alex Marconato, da S+. “Nossa responsabilidade aumentou, mas a vontade de acertar foi renovada e vamos trabalhar muito para continuar nesse caminho”, finalizou Guilherme Zeli.

Guilherme agradece resultado do leilão Paranoá cercado por Júnior Fernandes (S+) e Paulo Horto (Programa Leilões)

Guilherme agradece resultado do leilão Paranoá cercado por Júnior Fernandes (S+) e Paulo Horto (Programa Leilões)

Categorias: Notícias.
Bookmark the permalink.

Os comentários estão desativados.